George Russell troca a F1 pela RAF com passeio emocionante no caça Typhoon


George Russell trocou a equipe Mercedes F1 pela Royal Air Force antes do Grande Prêmio da Inglaterra na semana passada, enquanto subia nos céus em um caça Typhoon.


Russell não é estranho à alta velocidade e às enormes forças G, com ele pilotando na F1 por vários anos, competindo pela Williams antes de ingressar na Mercedes no início de 2022.

Ele é um vencedor da corrida, tendo feito isso no Grande Prêmio do Brasil no ano passado, e ele e sua equipe Silver Arrows estão trabalhando o máximo possível para tentar provar esse sucesso novamente, embora a Red Bull continue sendo a força dominante no momento.

LEIA MAIS: Principais números da McLaren refletem sobre o melhor resultado no Grande Prêmio da Inglaterra


George Russell junta-se à RAF e sobe aos céus no jato Typhoon

De fato, a equipe de Milton Keynes venceu novamente na última vez em Silverstone, mas, antes do fim de semana, Russell participou de um desafio de alta velocidade muito diferente ao se juntar à RAF, ao lado de Ted Kravitz, da Sky Sports, para subir aos céus em um Jato de combate Typhoon – talvez o caça a jato mais conhecido do mercado.

Levando ao Twitter, Russell postou seus agradecimentos à RAF por lhe dar uma amostra de como é ser um piloto de caça e também pela chance de obter algumas dicas sobre como sua equipe funciona:



No dia do voo, Russell disse entretanto: “O voo num Typhoon hoje foi uma experiência incrível. Existem tantas comparações entre a RAF e a F1, a tecnologia das máquinas que operamos, o alto desempenho que é vital para fazer o trabalho, mas o mais importante é o trabalho em equipe nos bastidores, o trabalho em equipe que permite a mim e a Brighty, meu piloto hoje, fazer o que precisamos fazer, seja vencer uma corrida ou defender os céus.

“Estou extremamente grato à Força Aérea Real e ao 29º Esquadrão por ter sido convidado para Coningsby, e continuo cheio de respeito pelo trabalho que as pessoas realizam aqui diariamente.”

LEIA MAIS: Toto Wolff fala sobre a amizade de Pep Guardiola quando o homem do Man City se junta à Mercedes no GP da Inglaterra

O fim de semana do Grande Prêmio da Inglaterra para a Mercedes

O fim de semana do Grande Prêmio da Inglaterra terminou de forma bastante positiva para a Mercedes quando tudo foi dito e feito com Lewis Hamilton terminando em terceiro e Russell terminando em quinto.

A qualificação foi um pouco decepcionante com eles atrás de McLarens e Ferraris, mas, como tem sido o caso durante grande parte desta temporada, o ritmo de corrida que os Silver Arrows tiveram foi decente e eles conseguiram salvar alguns bons pontos.

De fato, Hamilton se juntou a Lando Norris para fazer a primeira vez desde 1999 que tivemos pelo menos dois britânicos no pódio em Silverstone e isso certamente caiu bem com a multidão, com eles rugindo e torcendo por seus heróis durante grande parte da corrida.

A seguir, temos uma pausa no próximo fim de semana antes das duas últimas corridas antes das férias de verão, com Budapeste em seguida, seguida por Spa para encerrar a primeira parte da campanha.

[Image credits: Mercedes F1 AMG and Sky Sports]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Reclamar o melhor bónus de boas-vindas para apostas desportivas

Codigo bonus